Aprenda como investir no exterior com essas dicas!

Aprenda como investir no exterior com essas dicas!

6 10 99
Aprenda como investir no exterior com essas dicas! 10 6 99


Cada vez mais popular, investir no exterior tem ajudado muitos brasileiros a diversificar os investimentos e se expor a economias mais fortes. Saiba como.

O investimento no exterior tem ganhado muita força nos últimos anos no Brasil. Com a perda de força do real frente à economia global, fica cada vez mais clara a necessidade de investir em dólar, euro e outras moedas fortes.

No entanto, investir no exterior não é um “mar de rosas”, sendo preciso aprender a fazer os investimentos da forma correta, bem como entender as particularidades do cenário internacional.

Portanto, é preciso saber como investir no exterior da melhor forma para aumentar a possibilidade de lucros e diminuir os riscos.

Faça conta em uma corretora com taxa zero

Assim como ocorre com as corretoras brasileiras, é possível encontrar diversas corretoras internacionais com taxa zero. Dessa forma, o investidor tem a possibilidade de não perder parte do investimento com taxa de custódia, taxa de corretagem e outras formas.

Isso significa mais dinheiro ao longo prazo, que vai crescendo à medida que os juros compostos fazem efeito. Ao contrário do que se imagina, muitas dessas corretoras gratuitas possuem um ótimo ambiente de investimentos e prestam serviços adequados de suporte para os clientes, ainda que não cobrem nada a mais por isso.

Diversifique os investimentos

Um dos princípios mais amplamente conhecidos no mundo dos investimentos é o da diversificação, ou seja, alocar capital em diferentes ativos para diminuir o risco. Frases famosas, como “não coloque todos os ovos na mesma cesta”, são repetidas por milhares de profissionais do mercado financeiro. Muitos dizem que a diversificação é o único almoço grátis que existe no mundo das finanças.

Felizmente, nas corretoras internacionais, é possível encontrar ações de diversos países e setores de forma que o investidor possa montar a carteira de acordo com a estratégia de investimentos.

Além disso, o mercado internacional de ETFs (fundos de investimentos passivos) é muito mais desenvolvido que o nacional, de forma que existem milhares de ETFs que permitem a diversificação na compra de apenas um ativo.

Comece com pouco dinheiro

Esta não é uma regra, mas pode ser uma medida muito importante na hora de fazer o primeiro aporte: comece com pouco para entender como esse mercado funciona. 

Essa dica é especialmente útil para aqueles que nunca investiram em renda variável e não sabem como lidar com um mercado volátil, em que o preço dos ativos pode variar drasticamente de um dia para o outro.

Assim, se houver qualquer realização de prejuízo nos primeiros meses, o investidor errará com pouco dinheiro e ganhará experiência, estando preparado para quando tiver mais dinheiro aportado.

Acompanhe os investimentos

Não adianta simplesmente comprar um ativo e deixá-lo esquecido para sempre. É preciso acompanhá-lo para ver se a tese de investimentos ainda se sustenta.

Claro, que a frequência de avaliação vai depender de cada investidor: alguns preferem fazer trades de curto prazo; outros são investidores fundamentalistas e mantêm ativos por anos.

Sendo assim, uns vão reavaliar a carteira a cada trimestre; outros, a cada ano; e os demais, até a cada poucos dias. Seja como for, é sempre bom ficar de olho nos próprios ativos.

Não deixe o Imposto de Renda de lado

Muitos investidores pensam na declaração do Imposto de Renda apenas quando estritamente necessário. Com isso, esquecem de guardar informações essenciais para o momento de declarar o patrimônio.

Felizmente, o próprio ambiente da corretora costuma guardar o histórico de transações que o investidor faz, mostrando dados como: data de compra, preço de compra, variação em função da rentabilidade, etc.

Para garantir uma declaração sem erros, a melhor medida para o investidor é começar a guardar esses dados assim que começa a investir. Inclusive, algumas corretoras passam essas informações de forma detalhada para os clientes por meio de relatórios, facilitando ainda mais o trabalho de declaração do IR.

0 comentários:

Postar um comentário

ATENÇÃO: Caso esteja com dificuldades com seu blog, abra um tópico no Fórum de Ajuda do Blogger que nós iremos te ajudar a resolver.


Os comentários passam por um sistema de moderação. Não serão aprovados os comentários:
- não relacionados ao tema do post;
- com pedidos de parceria;
- com propagandas (spam);
- com link para divulgar seu blog;
- com palavrões ou ofensas a pessoas e marcas;

 
Dicas Blogger© 2007-2015 | Todos os direitos reservados | Design By Duy Templates
Top